Blog

Home  /  Dicas   /  É possível ir para o Qatar em 2022? Claro que sim!

É possível ir para o Qatar em 2022? Claro que sim!

A Copa do Mundo de 2022 será uma incrível oportunidade para conhecer uma das regiões mais lindas e interessantes do planeta. As modernas e luxuosas torres e edifícios que cortam o deserto são marcantes na paisagem característica de Doha, mas os encantos da região não se resumem aos arranha-céus da capital do Qatar.

Apesar do perfil conservador, o país é bastante acolhedor aos estrangeiros, possui uma grande comunidade de expatriados e é visitada por milhares de turistas todos os anos. A previsão do governo local é de receber 1,2 milhão de fãs entre os meses de novembro e dezembro de 2022, o que deve mudar bastante o cenário das cidades que receberão os jogos e as delegações das 32 seleções participantes.

Será a primeira vez que um evento esportivo tão importante terá a região do Oriente Médio como palco principal. A exemplo das próximas Olimpíadas que serão em Tokyo, a oportunidade de visitar um lugar de cultura tão diferente da nossa desperta a curiosidade de muitos torcedores.

O idioma oficial do Qatar é o árabe, mas o inglês também é bem comum entre os catarenses. A moeda local é o rial, vale hoje R$ 1,07 e, normalmente, equivale ao nosso real, facilitando bastante a conversão de valores para os cálculos das despesas.

Todas as providências estão sendo tomadas para que os visitantes curtam os jogos com toda a segurança e conforto (assista ao vídeo oficial aqui). Mas é importante lembrar que o país de religião islâmica carrega muitas tradições e características conservadoras, típicas da região onde está situada. [Portanto, é bom ter conhecimento prévio dos hábitos locais para tomar algumas precauções antes de embarcar, ok?]

 

HÁBITOS E CURIOSIDADES DA REGIÃO 

Restrições

Durante o período da Copa, as autoridades locais pretendem abrir mão de certas punições mais graves em relação ao comportamento público, mas é bom saber algumas regras básicas para não passar por apuros.

Cigarro e drogas são proibidos no país inteiro. Já o álcool é tolerado em ambientes fechados e possuem limites de comercialização [como veremos mais para frente]. A entrada no país não é permitida com essas substâncias e a punição pode ser severa até para os turistas mais desavisados.

 

Identificação

De acordo com a lei local, todos os cidadãos estrangeiros devem andar com um documento de identificação. [Dica: carregue sempre consigo uma cópia do passaporte e deixe o original no cofre do hotel para evitar perda ou roubo]. Se alguma autoridade oficial abordar você na rua sem documentação, a punição pode ser pesada dependendo da situação, chegando até a detenção e deportação para o Brasil.

 

 5 hábitos incomuns

Os nativos do Qatar guardam hábitos incomuns até hoje que são estranhos para os nossos padrões, mas é importante saber que:

1) O uso de burkas e véus islâmicos não são necessários para as mulheres estrangeiras, mas é recomendado evitar o uso de camisetas, shorts, miniblusas e minissaias. Roupa de banho, então em hipótese nenhuma!

2) Beijos, carícias e até abraços devem ser evitados em público. Lembrando que as relações homossexuais são consideradas como crime passível de punições severas, como a deportação.

3) No Qatar, é extremamente proibida a manifestação religiosa que não seja a islâmica e em locais propícios. Se você for visitar uma mesquita, lembre-se de entrar descalço. Igrejas cristãs são poucas no país, sendo que a mais conhecida e visitada por turistas fica localizada em um complexo religioso nos arredores de Doha.

4) O governo catariano se preocupa muito com possíveis conspirações políticas no país. Saiba que o uso de internet é liberado em quartos de hotéis, mas as conexões de internet e telefones podem ser monitorados.

5) As interações de turistas com moradores locais também costumam ser investigadas. Por isso, tome cuidado com eventuais abordagens públicas e evite tirar fotos de prédios e construções públicas.

 

VAMOS VIAJAR?

É importante frisar que os valores citados aqui são estimados, já que as passagens e as reservas de hotéis ainda não estão disponíveis. Além disso, os ingressos dos jogos só começarão a ser vendidos um ano antes da Copa.

Uma visita ao Qatar pode variar muito de preço dependendo do estilo da viagem. Então resolvemos equilibrar o roteiro entre o mais sofisticado e o mais aventureiro. Os números foram calculados por pessoa e, para quem estiver pensando na viagem em grupo, a recomendação é considerar a redução de algumas das despesas que podem ser compartilhadas, como hospedagem e alimentação.

 

Faça conexão!

Para ir de São Paulo a Doha sem conexão, a única opção de companhia aérea é a Qatar Airways, com viagens de 16 horas e preços um pouco salgados. [A melhor opção é antecipar a compra ou buscar alguma promoção para diminuir o valor normal que pode passar os R$ 6 mil por pessoa].

Uma boa ideia é viajar por uma das diversas outras companhias que possuem voos regulares para a região do Oriente Médio a um preço até 20% mais baixo. A viagem pode durar mais de 24 horas, mas a economia e as várias opções de datas compensam. Lembrando que os preços das passagens devem aumentar bastante com a proximidade dos jogos. [O melhor negócio é comprar o quanto antes!]

 

E o visto?

Desde junho do ano passado, brasileiros não precisam de visto antecipado para entrar no Qatar. O visto de turista é tirado logo na chegada ao país, vale 30 dias e custa cerca de 100 rials catarenses, o que equivale a 28 dólares (ou R$ 108 na cotação de hoje).

Para tirar o visto de turista no Qatar é obrigatório ter um passaporte com validade mínima de 6 meses, bilhete de ida e volta comprado, reserva de hotel e dinheiro equivalente a US$ 1.500 ou ter um cartão internacional. Voos para Doha com conexão nos Estados Unidos não são comuns, mas se essa for a opção escolhida, não se esqueça do visto de trânsito americano que custa cerca de R$ 400.

 

Quantos jogos você pretende assistir?

Se a sua fé na conquista do hexa é tão grande a ponto de você não querer perder nenhum possível lance da seleção brasileira em 2022, prepare o bolso porque a brincadeira não vai sair barata!

Com base nos preços dos ingressos para os jogos da Rússia neste ano, os melhores assentos (Categoria 1) para os 7 jogos da estreia até a final nos 8 estádios não devem sair por menos de 15 mil reais no Qatar.

Mas, se a sua ideia é curtir a Copa como um dos muitos atrativos da viagem, você pode escolher lugares mais em conta e desfrutar do mesmo conforto. Os ingressos para 4 partidas (1ª fase e oitavas de final) classificados como categoria 3 deverão custar cerca de R$ 2 mil.

Hospedagem para todos os bolsos

São muitas as opções de hotéis e albergues que fazem do Qatar um lugar que acolhe todo tipo de viajante, dos mais exigentes aos mochileiros. Para quem curte a ‘vibe’ mais sofisticada, as muitas opções de hospedagem 5 estrelas custam em média R$ 500 a diária. Já os mais discretos podem escolher acomodações um pouco mais em conta, com hotéis 3 estrelas em Doha a 250 reais por dia.

Já para os mochileiros, quartos compartilhados e albergues bastante confortáveis custam em torno de R$ 70. Mas, a regra das passagens vale também para a hospedagem no Qatar: [planeje-se o quanto antes, porque os preços tendem a ficar mais caros!]

 

Turismo mistura museus, parques e passeio pelas dunas

Além das Fan Fests da FIFA que acontecem durante a Copa do Mundo, o Qatar reserva muitas paisagens incríveis para os olhos dos visitantes. Entre novembro e dezembro, as temperaturas no Qatar são bastante agradáveis para os padrões brasileiros (de 15° a 24°) e não é difícil encontrar alguém que fale inglês.

[Então, a dica principal é passear a pé pelas ruas e bairros de Doha!] para conhecer a região de Souq Waqif com suas tendas coloridas e mercado a céu aberto, a grande mesquita da capital, famosa por sua arquitetura e os parques gratuitos perto da praça Aspire Park, além do famoso Mercado de Ouro.

A capital é local dos principais pontos turísticos do país, mas uma atração imperdível é passear pelas dunas de jipe. Falando em dunas, outros pontos turísticos imperdíveis são as praias de Sealine e de Doha Cornice, dois dos lugares mais deslumbrantes do Oriente Médio. [Leve o smartphone carregado para não perder as imagens mais incríveis da viagem!]

 

Comer e beber no Qatar

Além dos tradicionais cafés e das inúmeras opções dos ‘fast foods’ conhecidos mundialmente, as cidades do Qatar que serão sedes dos jogos da Copa (Doha em especial) possuem uma grande variedade de restaurantes de todos os tipos e preços. Por ser um país que acolhe muitos moradores e empresas estrangeiras, o Qatar se tornou uma referência gastronômica para a região.

Anote aí: uma refeição no McDonald’s sai por volta de R$ 30, preço muito parecido com o que vemos por aqui. Já em Doha, um jantar modesto para duas pessoas custa em torno de R$ 150, um pouco mais caro se comparado aos restaurantes paulistanos de mesmo nível.

No caso das bebidas, os preços da água e dos refrigerantes não passam de 2 reais, mas o mesmo não vale para as cervejas, vinhos e afins. O consumo de bebidas alcoólicas é condenado pela cultura islâmica e proibido em locais públicos no país inteiro.

Para os turistas, o consumo é liberado em locais fechados (hotéis, bares e restaurantes), mas o preço de R$ 45 de uma garrafa long neck de Budweiser dá conta do incômodo dos anfitriões com esse hábito. Já nos estádios da Copa, ainda não foi definido se a venda de bebidas alcoólicas será liberada durante os jogos.

 

E o transporte?

Das 8 arenas que receberão jogos da Copa, 4 delas estão localizadas em Doha e as outras 4 cidades-sede estão a no máximo 55 quilômetros de distância da capital. Em comparação ao Brasil, o Qatar é menor do que o Estado de Sergipe e as cidades que receberão os turistas são relativamente próximas umas das outras.

Para interligar 7 dos 8 estádios da Copa, o governo local estuda a construção da primeira linha de metrô terrestre do país para facilitar o trânsito de pessoas durante os dias de jogos. Os serviços de táxi e ônibus são controlados pela mesma empresa, a Karwa. Já o Uber é a única opção de transporte por aplicativos em operação no país.

Para quem quiser alugar um carro, é possível fazer a reserva pela internet no site da Rentalcars, por exemplo. Mas, o motorista só conseguirá concluir a locação se apresentar sua carteira internacional de habilitação na hora do pagamento. [Aviso importante: a nossa CNH brasileira não é aceita por lá].

Segundo a ONU, o Qatar não é alvo comum de ataques terroristas. Portanto, os riscos são muito pequenos. Mas, por questões de segurança, qualquer visita, passeio ou deslocamento pelo deserto que cerca o país-sede da Copa 2022 precisa ser informado às autoridades locais.

 

E ENTÃO, VAMOS VER A COPA DO MUNDO IN LOCO NO QATAR?

Quatro anos são mais do que suficientes para deixar tudo pronto para ter a chance de acompanhar de perto a maior festa do futebol mundial! [A Sooner quer fazer parte dessa experiência com você!]

[Partiu Qatar 2022!!!]

Projeto: Copa do Mundo Qatar 2022

Valor Final: R$19.000,00

Prazo do Projeto: 01/11/2022

Investimento Inicial: R$2.500,00

Meta Mensal: R$272,00

 

[Vamos realizar esse sonho?]

 

Baixe nosso aplicativo e entre em nossas redes sociais!

Facebook / Linkedin

 

فنادق مقاطعة غالواي (FANADIQ MUQATAEAT GHALWAY)

   (traduzindo, Boa Viagem!)

Deixe seu comentário